Herbário Póetico

Espaço destinado a divulgaçao de: Receitas, Crenças. Misticismo Chás, Ervas&Aromas. Medicina Convencional Fitoterápico e Alternativo! Tudo que se relaciona com coisas naturais! Sem fins lucrativos. Nosso prazer e ver você informado. Agradecemos sua visita! Volte Sempre!

Inteligentes &Perpicazes

Total de visualizações de página

terça-feira, janeiro 12, 2010

Óleos Aromaterapia


Gerânio

É possível que alguns óleos que estimulam no inconsciente uma sensação de sensualidade podem ter este efeito associado a estímulos hormonais destas glândulas. Óleos como a canela e o cravo, que sempre foram tidos como afrodisíacos, agem na verdade como estimulantes da circulação e aquecedores. Esta sensação pode favorecer, aumentando o apetite sexual dos parceiros e a excitação, mas ainda não é o fator principal de estímulo, pois sem desejo (atração) a canela ou o cravo de nada adiantam. O princípio ativo na canela que age como estimulante é o aldeído cinâmico.

Certos óleos essenciais que trabalham a autoestima e a vaidade das pessoas, acabam agindo indiretamente como afrodisíacos. No passado, as grandes rainhas, a exemplo de Cleópatra, utilizavam largamente os aromas para manterem sua beleza e sentirem-se mais sensuais. Os óleos possuem propriedades úteis dentro da cosmética contra o acne, pele envelhecida e na diminuição de rugas, o que explica este seu efeito sobre a beleza pessoal. Se nos sentimos internamente satisfeitos com nossa aparência, este estado se refletirá externamente em nossa vida e com toda certeza interferirá sobre nossa parte sexual-afetiva. Óleos como a rosa, ylang ylang (flores na foto ao lado), sândalo e gerânio são bons neste caso.

Assim, podemos ver que os óleos essenciais agem como afrodisíacos de maneira indireta, atuando tanto quimicamente no organismo, quanto em nível psicológico sobre as pessoas. Suas diferentes formas de utilização neste sentido vão desde a inalação, a banhos e a massagem, sendo também úteis na forma de perfumes ou quando empregada a planta, na forma de chá.

Os seguintes óleos essenciais relacionados abaixo são alguns dos mais indicados como afrodisíacos:

Para a mulher: Rosa, Gerânio, Ylang-ylang, Jasmins, Pau rosa, Cravo da Índia, Casca e Folha de Canela, Néroli, Íris (Orquídea), Folha de Mandarina, Gerânio.

Para o homem: Noz-moscada, Pachouli, Casca e Folha de Canela, Cravo da índia, Jasmins, Vetiver, Cedro, Cominho, Aipo, Mace, Baunilha, Gengibre, Benjoim do Sião, Chocolate (Cacau) e Sândalo, Tabaco.

Alguns exemplos da ação dos óleos sobre a psiquê:


Sândalo - Bom para homens usarem pois transmite à mulher uma sensação de segurança, de capacidade e auto-domínio, características admiradas pelas mulheres num homem;
Ylang Ylang - Bom para mulheres, traz uma sensação de sensualidade, de feminilidade e envolvimento, auxilia na entrega ao parceiro;
Benjoim do Sião - Relaxante e facilitador do relacionamento, quando sob tensão.
Jasmim - Bom para mulheres, sensação de sensualidade, estimula o lado feminino da mulher, é um aroma envolvente;
Aipo, Cominho, Tabaco - Bom para homens, usados como nota de fundo em perfumes, podem ser estimulantes sexuais, mas puros tornam-se desagradáveis e excessivamente fortes, estimulam a masculinidade;
Rosa e Gerânio - Bom para mulheres, dá a sensação de uma mulher decidida, que sabe o que quer, são suavemente quentes e estimulantes;
Vetiver, Pachouli - Bom para homens, aromas fortes, inspiram capacidade e segurança.

* Fábián László é Professor de Terapia com Óleos Essenciais, Reiki e Photocromaterapia no SENAC e SESC de Belo Horizonte (MG).

Fonte: www.aromalandia.org

Um comentário:

  1. Delícia de blog. Estou seguindo. Muito obrigada

    Muitos abraços

    ResponderExcluir

Reflexão

Estou aprendendo que a maioria das pessoas não gostam de ver um sorriso nos lábios do próximo.Não suportam saber que outros são felizes... E eles não! (Mary Cely)