Herbário Póetico

Espaço destinado a divulgaçao de: Receitas, Crenças. Misticismo Chás, Ervas&Aromas. Medicina Convencional Fitoterápico e Alternativo! Tudo que se relaciona com coisas naturais! Sem fins lucrativos. Nosso prazer e ver você informado. Agradecemos sua visita! Volte Sempre!

Inteligentes &Perpicazes

Total de visualizações de página

Direitos e Uso de Imagens

Direitos e Uso de Imagens
Toda imagem visualisada neste espaço são de origem do google"

terça-feira, fevereiro 02, 2010

Qual a diferença entre “ervas de provence” e “ervas finas”.



Só olhando pras duas misturas é difícil dizer quem é quem. Na grande maioria das vezes são vendidas desidratadas, e assim enganam os olhos.
No aroma a diferença é maior, apesar de algumas vezes as lojas armazenarem em recipientes nem sempre adequados, fazendo com que se perca um tanto da sua integridade.
O sabor sim distingue bem as duas misturas.
Se você costuma comprar e usar essas misturas, pode ter notado diferença no resultado final da sua receita. São vários os motivos. Já falei do de armazenamento, mas também conta o tempo desde que a mistura foi feita e é claro, quais e quanto de cada erva foi usado pro produto final.
Ali embaixo está a lista das ervas que devem estar presentes em cada um dos mix. Assim para que não haja alteração na sua receita, você poderá fazer sua mistura em casa. Caso queira continuar comprando industrializada, faça-o sempre na mesma loja e procurando saber se é do mesmo fornecedor. Assim fica mais difícil “errar a mão”!
Para desidratar ervas, prepare uma forma cobrindo o fundo com papel manteiga. Pique as ervas e coloque-as numa camada fina na forma, deixando em um lugar quente, mas não diretamente aquecido. Próximo ao fogão ligado, por exemplo, mas não dentro dele.
Outra boa dica é que as Ervas Finas podem ser preparadas no momento que estiver fazendo o prato. Como a mistura é composta por ervas que funcionam bem quando frescas (na minha opinião até melhor que desidratadas) não há necessidade do preparo prévio.
Ervas de Provence:
* Tomilho, Alecrim, Louro, Manjericão, Segurelha, Alfazema.Desidrate e misture partes iguais dessas 6 ervas.
Se você estranhou a presença da lavanda nessa lista saiba que aconteceu o mesmo comigo. Monsieur Gerard me explicou lá em Aix-em-Provence que essa é a mistura original, voltando pra cá reparei que não é fácil encontrar até mesmo nas bancas de ervas frescas do Mercado Municipal. Mas são vendidas em vasinhos em alguma das lojas de flores ali do Mercado mesmo. Melhor ainda! Compre e plante junto com suas ervas frescas. Ei! Você tem ervas frescas plantadas em casa, né?

Ervas Finas:
* Cerefólio, salsinha, estragão e cebolinha

Pique e misture em partes iguais. Se quiser desidratar tudo bem, mas como toda erva, de cada forma ela funcionará de um jeito diferente.
A melhor forma de descobrir o que é melhor pra você ou pro seu prato é experimentando ambas maneiras.
Já que estou falando de mistura de ervas vou dar uma outra dica bem bacana, tenho certeza que você já deve ter ouvido falar ou lido em alguma receita.
Bouquet Garni:
É um amarrado de ervas, mais usado em caldos, cozidos e sopas, mas também pode ter outros usos. Quando o prato está pronto ele é retirado, deixa todas as propriedades de sabor e aroma mas sem a presença física das ervas.
Todas as três combinações acima são as clássicas na cozinha francesa. É claro que variam, desde ervas usadas até a quantidade de cada uma delas.
O mix clássico do buquet garni é… sabe o que: Melhor que escrever, eu vou mostrar o que usar e como fazê-lo.
Fonte de Pesquisas e Imagem

http://jornale.com.br/gastronomia/

Um comentário:

  1. Ola,

    Coloquei um link a essa pagina do Ervas e Aromas no meu blog:
    http://voltaaomundorestaurante.blogspot.com/2012/09/quiche-de-tomate-e-mostarda.html

    Muito util informacao. Obrigada.
    Suely

    ResponderExcluir

Reflexão

Estou aprendendo que a maioria das pessoas não gostam de ver um sorriso nos lábios do próximo.Não suportam saber que outros são felizes... E eles não! (Mary Cely)