Herbário Póetico

Espaço destinado a divulgaçao de: Receitas, Crenças. Misticismo Chás, Ervas&Aromas. Medicina Convencional Fitoterápico e Alternativo! Tudo que se relaciona com coisas naturais! Sem fins lucrativos. Nosso prazer e ver você informado. Agradecemos sua visita! Volte Sempre!

Inteligentes &Perpicazes

Total de visualizações de página

quarta-feira, maio 05, 2010

Cana-de-macaco


Descrição : Planta da família das Zingiberaceae. Também conhecida como canarana, cana-do-brejo, cana-do-mato, cana-roxa, jacuacanga, paco-caatinga, periná, ubacaiá, cana-roxa-do-brejo, flor-da-paixão. Planta herbácea. Haste ereta até 2 metros de altura, verde clara. Folhas espiraladas, invaginan-tes. Flores de cores diversas em espiga terminal.
Plantio : Multiplicação: reproduz-se por estacas;
Cultivo: as mudas devem ser plantadas em solos úmidos e ricos em matéria orgânica, em covas individuais, em sulcos contínuos ou em canteiros. O espaçamento entre os sulcos deve ser de 1m.
Colheita: colhem-se as folhas e talos o ano todo.

Princípios Ativos: ácido oxálico, ácidos orgânicos, matérias aromáticas, magnésio, mucilagens, pectina, óleo essencial, resinas, sapogeninas, saponinas, sisterol, substâncias albuminóides, taninos.

Propriedades medicinais: adstringente, antileucorréica, antimicrobiana, antiinflamatório, anti-sifilítica, antilítica, depurativo, diurético, diaforético, emenagoga, emoliente, febrífugo, sudorífera, tônico.

Indicações: amenorréia, arterioesclerose, bexiga, blenorragia, cálculo renal, cancro, catarro da cistite, contração, corrimentos gonocócicos, distúrbio menstrual, doenças venérias, dor nas costas, dor reumática, dores e dificuldade de urinar, gonorréia, hérnia, hidropsia, inchaço, inflamação, inflamações da uretra, leucorréia, mucosidade da bexiga, nefrite, rins, tornozelo inchado, uretrite, úlcera, vias urinárias.

Parte utilizada: rizoma, folhas, casca e hastes.

Contra-indicações/cuidados: durante a gravidez e lactação, só com orientação médica.

Modo de usar:
- rizoma: diurético, diaforético, emoliente, tônico, emenagogo, anti-sifilítica, antilítica;
- suco das hastes: 5 gotas diluída em 1 colher (chá) com água de 2 em 2 horas: doenças venéreas, depurativo, tônico, diaforético, febrífugo, emenagogo;
- decocção de 50 g de hastes ou rizoma em 1 litro de água: leucorréia;
- infusão de 20 g de folhas e hastes novas em um litro de água, 4 a 5 xícaras por dia: dores nefríticas;
- cataplasma com rizomas e/ou as hastes, secos e transformados em pó: hérnia, inchaços e contrações;
- ungüento de folhas untadas com sebo: contusões e inchaços;
- infusão ou decocção das folhas: dores, cálculo renais, dificuldades para urinar, blenorragia, leucorréia e febres. ;

Fonte da pesquisa e Imagem do google
http://jardimdapreta.blogspot.com/

2 comentários:

  1. eu tenho essa planta ñ sabia p/ que serve
    mas, agora lendo esta pagina ja sei.

    obrigada!

    ResponderExcluir
  2. tenho esta planta em casa estou com infecao de urina e tirei 2 pedras do rins so q nao tenho como pesar estou fazendo o cha mda cana de macaco com 5 follas em um litro de agua e muito? se piderem me responder ficarei agradecida

    ResponderExcluir

Reflexão

Estou aprendendo que a maioria das pessoas não gostam de ver um sorriso nos lábios do próximo.Não suportam saber que outros são felizes... E eles não! (Mary Cely)