Herbário Póetico

Espaço destinado a divulgaçao de: Receitas, Crenças. Misticismo Chás, Ervas&Aromas. Medicina Convencional Fitoterápico e Alternativo! Tudo que se relaciona com coisas naturais! Sem fins lucrativos. Nosso prazer e ver você informado. Agradecemos sua visita! Volte Sempre!

Inteligentes &Perpicazes

Total de visualizações de página

segunda-feira, março 08, 2010

Haná-Nirá


O Hará-nirá (Allium tuberosum), ou apenas NIRÁ, como é mais conhecido no Brasil, é originária do Oriente onde, por séculos, foi usada como proteção contra o mal. Acreditava-se que as forças psíquicas eram por ela estimuladas.
Possui sabor muito agradável e suave.
Suas folhas, cilíndricas e ocas, são de um verde intenso e devem ser colhidas pouco antes da abertura das flores.
Convém lembrar que a cebolinha não é adequada à secagem, sendo melhor conservá-la sob congelamento se pretender utilizá-la posteriormente.
Por causa do suave e delicado sabor, sua utilização na culinária é bem ampla, principalmente na cozinha japonesa.
Serve para decorar pratos.
As folhas bem picadinhas do nirá (alho japonês) temperam saladas e molhos.
Seu sabor assemelha-se ao da cebolinha e do alho, mas com um frescor mais agradável. A cebolinha Nirá, também conhecida como Cebolinha Japonesa, é uma planta forte, muito vigorosa, com talos longos medindo cerca de 10cm.
Caso você as cultive em horta caseira e as mesmas floresçam não há problema em utilizar também as suas flores (branquinhas e pequeninas).

Informação Nutricional:
É rico em vitaminas A e C. Cada 100g do produto cru (talos) contém:
510 mg de potássio
48 mg de cálcio
18 mg de magnésio
31 mg de fósforo
1 mg de sódio
0,7 mg de ferro
0,3 mg de zinco
0,39 mg de manganês
3500 mg beta-caroteno (vitamina A)
290 mg de retinol 19 mg de vitamina C
3 mg de vitaminaE
180 mg vitamina K
100 mg de ácido fólico

Atenção para um detalhe: ele é delicioso em saladas ou cozido, mas o sabor é destruído por longos cozimentos. Flores também podem ser comidos crus ou cozidos. O sabor é um cruzamento entre alho e cebolinha.

HANÁ-NIRÁ
http://gestaogastronomica.blogspot.com/

Reflexão

Estou aprendendo que a maioria das pessoas não gostam de ver um sorriso nos lábios do próximo.Não suportam saber que outros são felizes... E eles não! (Mary Cely)