Herbário Póetico

Espaço destinado a divulgaçao de: Receitas, Crenças. Misticismo Chás, Ervas&Aromas. Medicina Convencional Fitoterápico e Alternativo! Tudo que se relaciona com coisas naturais! Sem fins lucrativos. Nosso prazer e ver você informado. Agradecemos sua visita! Volte Sempre!

Inteligentes &Perpicazes

Total de visualizações de página

quinta-feira, outubro 29, 2009

Orixás e suas definiçoes


A definição de Orixás é mais complexa do que se possa imaginar. A principio na mitologia Africana prevalece a proposta de que um Orixá é um ancestral elevado á categoria divina, devido ao controle que obteve sobre certas forças da natureza, como o trovão o vento ou a água.
Essa concepção é refletida nas lendas que sobrevivem heróicas a poeticamente até hoje, cada Iorubá tinha seu Rei que era considerado um herói divinizado ou a encarnação do Orixá ancestral de modo que alguns Orixás cultuados numa determinada tribo, não reconhecidos por outras. Os escravos trazidos para o Brasil vieram de diversas Tribos e essa convivência forçada fez com que membros dessas diversas tribos reconhecessem e aceitassem os Orixás de cada uma reagrupando em torno de um terreiro que não era o reino de cada um e sim um centro de devoção em comum, dessa forma, das centenas de Orixás cultuados na mãe África, apenas vinte e um permaneceu sendo cultuados no Brasil. Muitos Orixás foram fundidos em um único Orixá, de modo que membros de tribos rivais ficassem satisfeitos. Esses Orixás que permaneceram não podiam ser livremente cultuados devido a imposição do Cristianismo, sofreram então o processo de Sincretismo, ou seja, foram associados e maquiados sob forma de santos Católicos. Esses Orixás ancestrais possuíam a capacidade de se encarnar momentaneamente em alguns de seus descendentes através do fenômeno da possessão. Os Orixás transmitiram a seus filhos a sua sabedoria a características como uma espécie de identidade vibratória, como cada Orixá tinha um domínio especifico sobre as manifestações da natureza, passaram a representar a energia vibratória da mesma.

Como heróis míticos que viveram, reinaram e conquistaram a sua divinização, teriam a capacidade não só de intermediar como a de governar a vida dos homens. A mitologia Africana é muito diversificada, tendo em vista o tamanho do continente, nos interessa mais a mitologia Ioruba que originou o Candomblé no Brasil e a santeria em Cuba, na mitologia Iorubá o Deus supremo é Olorum, chamado também de Olodumaré. A esse Deus supremo não se faz oferendas, já que ele é o criador de tudo que existe. Olorum criou tudo o que existia mais não criou o homem, ele incumbiu seu filho Oxalá de faze-lo. Oxalá ( sincretizado com Jesus Cristo) devido a sua característica de mediador entre Deus e os homens, criou o homem do ferro, depois da madeira e ambos eram muito rígidos, criou o homem da pedra mais era muito frio, tentou a água mais o ser não tomava forma definida, tentou o fogo, mas a criatura se consumiu, tentou o ar mas também não obteve sucesso. Desesperado, frustrado encontra o Orixá Nana que habitava as profundezas do lago relata seu sofrimento e Nana mergulha, retorna com lama e entrega á |Oxalá, enfim ele é bem sucedido, cria o homem do barro molhado com a ajuda de Nanã. Feliz com o resultado considerou perfeito em sua criação, Oxalá sopra-lhe a vida. Os homens criados por Oxalá tem uma conexão direta com o criador supremo necessitam que Oxalá realize essa conexão.
As lendas e os mitos diversos com muitas versões das diferentes tribos Africanas, mas são de uma inegável beleza. A Umbanda compreende os Orixás como manifestações do principio divino esse principio se iradia em sete linhas de força criadoras representadas por sete Orixás.
Cada uma dessas linhas é dividida em falanges que por sua vez são divididas em sub falanges essas sub falanges são organizadas em bandas que se dividem em legiões.

Orixás não se entende se sente, mais importante que saber o que são os ventos ou a água ou a chuva é sentir e absorver suas forças. Caboclos na Umbanda são espíritos de indígenas ou que foram indígenas em alguma encarnação ou ainda espíritos que nunca reencarnaram como indígenas mas optaram em trabalhar na corrente astral da Umbanda vestindo a roupagem fluídica de Caboclos ou seja adotaram a forma perispiritual vibratória de índio guerreiros. Esses espíritos seriam os representantes dos |Orixás ( sítios e forças vibratória da natureza) para que possam trabalhar com os homens, necessitam de intermediários que são os médiun ou cavalos como são chamados na Umbanda. Assim o médium que trabalha com Caboclo Pena Branca que por sua vez trabalha para o Orixá (energia de Oxossi) ou atua na energia das matas. Existe toda uma hierarquia ou organização espiritual como foi mencionado acima sobre as falanges legiões.

O mais importante é que se entenda que caboclos na Umbanda trabalham em suas sete linhas e se manifestam levando o Axé. A força dos Orixás para que os que têm fé para receber.
A Área de atuação dos Caboclos compreende todos os setores da vida humana

Saravá todos os Caboclos!!!


CLAUDIA BAIBICH
Texto retirado da internete créditos dado a autora citada

O que são as “Sete Linhas de Umbanda”?


7 Linhas de ou da Umbanda é algo muito polêmico e que já deu muito o que falar, por mais que se escreva, sempre haverá mais e mais a ser esclarecido. Cada autor Umbandista mostra a sua visão, seu ponto de vista sobre o que são as “Sete Linhas de Umbanda”.

A definição mais clara, sobre Sete Linhas de Umbanda, aprendi com Rubens Saraceni, onde afirma que:

orixas1.jpg

“Sete Linhas de Umbanda são as Sete Vibrações de Deus.”

“Deus se manifesta de forma Sétupla nesta realidade humana.”

“As Sete Linhas têm origem em Deus através do Setenário Sagrado.”

“Cada um pode dar o nome que quiser, associar as Sete Linhas a Sete Orixás, Sete Santos ou a Sete Anjos, cada um fala de uma forma diferente, o que ninguém pode negar é que as Sete Linhas de Umbanda são as Sete Vibrações de Deus, que se manifesta em Sete Essências, Sete Elementos e em tudo o mais que Deus Criou.”


Texto extraido da internete:descrito por Alexandre Cumino.

Os Quatro elementos da Natureza



Os quatro elementos da natureza que rege nossa vida!

Ar

Água.
Terra
Fogo

Imagem da internete

Camomila




A camomila é uma planta de uso medicinal, cosmético, alimentar e em outras áreas. Tem os nomes científicos de Matricaria Recutita , M.chamomilla L proparte , Chamomilla recutita L Rauschert, Família compostas.

Os egípcios a usavam no tratamento da malária, devido a sua acção anti-inflamatória, é indicada para má digestão, cólica uterina, sedativa (infusão flores ou chá da flor de camomila); para queimaduras de sol (ajuda a refrescar a pele e evita o vermelhidão da pele), conjuntivite e olhos cansados (compressas com infusão do preparado das flores).

Para criança ajuda combater vermes. Como chá usado diáriamente diminui as dores musculares, tensão menstrual, stress e insônia, diarréia, inflamações das vias urinárias; misturado ao chá de hortelã com mel combate gripes e resfriados; banho com sachê de camomila é sedativo e restaurador de forças, e especial para hemorróidas.

Na forma de infusão é útil para o fígado, antialérgico, dores de reumatismos, nevralgias; ajuda a purificar o organismo e aliviar a irritação causada pela poluição. Age como sudorífico.

O tradicional chá de camomila é reconhecido como um relaxante e tranqüilizante natural, que ajuda a tratar problemas provocados por tensão nervosa, como insônia, dores de cabeça,tónico estimulante, cólicas abdominais, equilibra o fluxo menstrual. É também analgésico local (nevralgias, cefaleias, dores de ouvidos, dores reumatismais), e aclara cabelos castanhos.

Pesquisas via internet
Imagem do google

O Poder das 7 ervas


Comigo-ninguém-pode: o nome da erva já diz tudo.
Afasta e quebra todas as energias negativas dos ambientes.
Em uso conjunto com espada de São Jorge quebra feitiços, magia e mau-olhado.
Além deste superpoderes é uma planta muito bonita para qualquer ambiente.

Pesquisas via internet
Imagem google

O Poder das 7 ervas


Guiné: em um ambiente tem o poder de criar um "campo de força" de proteção.bloqueando as energias negativas e emitindo vibrações otimistas. Atrai sorte e felicidade. Cria uma energia de bem-estar nos ambientes.


Pesquisas via internet

Imagem google



O Poder das 7 ervas



Alecrim: é uma erva que tonifica as pessoas e os ambientes. É considerado também um poderoso estimulante natural, favorecendo as atividades mentais, estudos e trabalho. Favorece e fortifica o ânimo e vitalidade das pessoas. Agindo em conjunto com arruda, "segura" as energias de inveja, mau-olhado e fofocas.


Pesquisas via internet

Imagem google


O Poder das 7 ervas

Pimenteira: esta planta combate as energias pesadas e ariscas. É uma planta de vibração estimulante, afrodisíaca, tonificante e atrai boas energias para o amor.

O Poder das 7 ervas

Manjericão: Além do delicioso sabor que passa como tempero da cozinha italiana, o manjericão, quando exposto num ambiente, tem a propriedade de acalmar e trazer paz de espírito a todos. Ao acalmar as tensões, afastamos os pensamentos negativos e nuvens negras.

Pesquisas via internet
Imagens google

O Poder das 7 ervas


Espada de São Jorge: por causa de suas folhas pontudas é facilmente associada ao poder de cortar as energias negativas, a inveja, olho-gordo, magia, etc. Alguns dizem que espanta os maus espíritos. Ao cortar as energias negativas, a erva atrai coragem e prosperidade.


Reflexão

Estou aprendendo que a maioria das pessoas não gostam de ver um sorriso nos lábios do próximo.Não suportam saber que outros são felizes... E eles não! (Mary Cely)